Postagem em destaque

PROPOSTAS E MODELOS - ENEM 2016

TODAS AS PROPOSTAS E MODELOS RELACIONADOS NESTA POSTAGEM SÃO DO AUTOR DO BLOG E NÃO PODEM SER COMERCIALIZADOS EM MATERIAL DIDÁTICO VIRTUAL ...

10 de nov de 2008

Tempos Modernos

No filme Tempos Modernos, Charles Chaplin (Carlitos) interpreta um operário do começo do século XX, que apronta diversas trapalhadas em seu ambiente de trabalho até ser demitido.

Risos à parte, logo nos primeiros minutos desse filme, mostra-se um sistema social organizado em torno da Máquina e que, ao invés de ser servido por ela, torna-se parte dela, como se fosse uma de suas engrenagens. Isso é bem ilustrado no momento em que Chaplin literalmente é engolido por rodas dentadas, assim como outras peças produzidas na fábrica.

Há momentos em que ele joga óleo nos demais trabalhadores, lubrificando-os e tratando-os como peças sem vida.

Não somente essas mas também outras cenas antológicas do filme podem propor discussões interessantes e importantes a respeito do papel do ser humano na sociedade, bem como o papel da máquina e a função do trabalho.

Utilizando a metáfora do filme, pode-se considerar que o ser humano, “animal social”, segundo o filósofo Aristóteles, faz parte de um sistema maior no qual deve ocupar seu espaço, como em uma engrenagem. Há também uma escolha possível mostrada no filme: a não-engrenagem, ou seja, quando o personagem vive à margem dessa sociedade, sendo um fora-da-lei.

No decorrer da história, no entanto, o herói (Chaplin) se apaixona e faz planos para o futuro. Quer casar-se, ter um lar e dar uma vida digna a sua esposa. Para isso, será obrigado a abdicar de sua vida de “vagabundo” para voltar a assumir o papel de engrenagem, agora já não em uma fábrica, mas em outro emprego.

A partir da saga desse personagem, é possível fazer uma reflexão a respeito de nosso papel como engrenagem nessa sociedade. Para tanto, é preciso que nos perguntemos:

- Nossa sociedade se organiza em torno de quê?

- Qual é o papel possível a nós como engrenagens nessa sociedade?

- Qual é o papel possível aos outros?

- Do que nós temos de abrir mão para sermos engrenagens?

- O que ganhamos ao decidir sermos engrenagens?

- O que é possível mudar a nosso favor aos nos tornarmos engrenagens?

Faça uma redação (mín. 30 linhas) refletindo a respeito desse tema.

_______________________________________

Ao fazer sua redação não se esqueça de:

- Dar título (sem que seja destacado por tipo de letra, grifo ou negrito)

- Colocar parágrafo, mesmo quando antes de travessão.

- Escrever com letra legível.

- Respeitar as margens da folha, fazendo a separação silábica quando necessário.

- Reler a redação após terminá-la, corrigindo eventuais erros de ortografia e acentuação.

- Expressar-se com clareza, para que sua opinião ou narrativa seja valorizada.

- Lembrar-se de que a forma como realizamos um trabalho testemunha a respeito da forma como tratamos nossa própria vida.

Nenhum comentário:

QUIZ: POR QUE OU POR QUÊ?

Havendo dificuldade em visualizar o quiz, clique no link abaixo: