Postagem em destaque

PROPOSTAS E MODELOS PARA ENEM

TODAS AS PROPOSTAS E MODELOS RELACIONADOS NESTA POSTAGEM SÃO DO AUTOR DO BLOG E NÃO PODEM SER COMERCIALIZADOS EM MATERIAL DIDÁTICO VIRTUAL ...

4 de dez de 2008

Sobre heróis e afins

O mito do herói se apresenta em diversas culturas e, embora suas ações e motivações variem de acordo com sua origem, sem dúvida, sua construção é feita de modo a criar uma representação mais acentuada dos valores que servem como paradigmas às sociedades em que surgem. Não raro heróis são criados ou atualizados em épocas de grandes conflitos e guerras, reafirmando os modelos estimados por determinada cultura. Sua imagem arquetípica servirá de inspiração a soldados e civis.
Dentro de um paradigma ocidental, esse mito se constrói geralmente da seguinte forma: o herói é marcado pela orfandade, tendo uma origem nobre ou divina, que lhe é ocultada. Durante sua fase de formação, é orientado por um mentor, passando por um período conturbado no qual se vê obrigado a sacrificar seus interesses pessoais a um bem geral. Tal perfil se adapta à história protagonizada por ele.
Por exemplo, Hércules, sendo filho de Zeus com a mortal Alcmene, é criado por ela e pelo rei Anfitrião, desconhecendo sua origem divina. Anfitrião cria-o como a um filho legítimo, permitindo que o jovem Hércules estude com os melhores mestres. Obviamente ele não é orfão, mas sua situação equivale à de um. É criado em uma classe de menos prestígio, pois a nobreza em nada se compara à classe olímpica, dos deuses.
Esse mito é atualizado na história do Super-Homem, assim como o das Amazonas ressurge na roupagem da Mulher-Maravilha.
No decorrer do tempo, o mito passa do divinal ao cerebral, retornando ao divinal pela via do científico ou extraterreno.
Do primeiro tipo, divinal: Hércules ou Héracles, Thor, Atena e Sansão (com poder divino provindo de seus cabelos)
Do segundo tipo cerebral: Davi, Ulisses, Rei Arthur e Zorro. Do terceiro tipo: Super-Homem, Homem-Aranha, Hulk e Batman.
Todos eles só poderão desenvolver e revelar suas qualidades quando postos à prova por vilões, muitas vezes, quase tão poderosos quanto eles próprios.
Não se deve confundir vilão com anti-herói.
Assista aos dois vídeos a seguir:
HERÓIS E SUPER-HERÓIS
Assista também ao vídeo ANTI-HERÓIS .

Nenhum comentário:

QUIZ: POR QUE OU POR QUÊ?

Havendo dificuldade em visualizar o quiz, clique no link abaixo: