Postagem em destaque

PROPOSTAS E MODELOS - ENEM 2016

TODAS AS PROPOSTAS E MODELOS RELACIONADOS NESTA POSTAGEM SÃO DO AUTOR DO BLOG E NÃO PODEM SER COMERCIALIZADOS EM MATERIAL DIDÁTICO VIRTUAL ...

29 de nov de 2016

TEXTOS A SEREM CONTINUADOS / CONTINUIDADE TEXTUAL

PROPOSTA 

Por meio de um parágrafo entre 5 e 8 linhas, dê continuidade ao texto a seguir de modo a respeitar características intrínsecas a ele, como: linguagem, eixo argumentativo, coerência e coesão.

Ensaio 'Como Conversar com um Fascista' é antídoto para barbárie


"Como Conversar com um Fascista", de Marcia Tiburi, é um antídoto contra a barbárie: "Vivemos em tempos fascistas, tempos em que há muitas práticas de morte, morte por descaso e assassinato, e pouca ou nenhuma reflexão sobre ela".
Professora de filosofia do Mackenzie, Tiburi diz que "não podemos fingir que nada está acontecendo": a democracia está ameaçada, é preciso reagir. Como? Dialogando, pois o "diálogo é a forma específica do ativismo filosófico".
A grande dificuldade, porém, reside aí: o fascista perdeu "a dimensão do diálogo". Autoritário, é incapaz de entabular uma comunicação verdadeira, pois apagou a dimensão do outro, afirma a autora.
Como diz Norberto Bobbio ("Direita e Esquerda"), a direita acredita que os indivíduos são essencialmente desiguais. Os fascistas vão além, pois consideram que essa desigualdade também deve reger a linguagem: os diferentes têm de ser silenciados.
Inspirada no pensador alemão Theodor Adorno, Tiburi argumenta que a violência nasce dos meios de comunicação de massa, sobretudo da TV.




MODELO


         Sendo assim, sua tese não é de toda atual, pois tem como fundamentos os pensamentos desenvolvidos por um grupo de teóricos em meados do séc. XX, cuja obra ficou associada à chamada Escola de Frankfurt. O uso do termo fascismo também remete ao mesmo período, marcado pela disseminação de ideias radicais de direita, que tiveram como ícones os ditadores Benito Mussolini, na Itália, General Franco, na Espanha, e Hitler, na Alemanha. Este último, como lembra a autora, contou com níveis excepcionais de popularidade graças à falaciosa propaganda nazista.




COMENTÁRIOS EM RELAÇÃO A ESSE TIPO DE PROPOSTA

1- OBSERVE SE O TEXTO ORIGINAL POSSUI MARCAS DE 1ª OU TERCEIRA 3ª PESSOA (RESPEITE-AS AO FAZER O SEU TEXTO).

2- PREOCUPE-SE EM DESENVOLVER O TEMA, ACRESCENTANDO INFORMATIVIDADE.

3- FIQUE ATENTO A DETALHES (NO TEXTO EM QUESTÃO HÁ ALGUMAS CITAÇÕES SOBRE A AUTORA DO LIVRO COMENTADO, IMITE ESSA CARACTERÍSTICA AO CONTINUAR O TEXTO). INVENTAR É POSSÍVEL, CONTANTO QUE HAJA COERÊNCIA.

4- INICIE SEU TEXTO COM ELEMENTOS QUE CRIEM COESÃO COM O TEXTO ORIGINAL. DÊ PREFERÊNCIA A EXPRESSÕES QUE MARQUEM PROCESSO ARGUMENTATIVO.

5- FIQUE ATENTO AOS COMANDOS DO ENUNCIADO E RESPEITE-OS ACIMA DE TUDO.

Nenhum comentário:

QUIZ: POR QUE OU POR QUÊ?

Havendo dificuldade em visualizar o quiz, clique no link abaixo: